REPRESENTANTES DO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL VISITAM HOSPITAL AROLDO TOURINHO

A convite da direção da Fundação Hospitalar de Montes Claros, representantes do Ministério Público Estadual estiveram, na tarde dessa terça-feira (20/07), visitando as instalações do Hospital Aroldo Tourinho. Compareceram à visita os promotores de Justiça Renata de Andrade Santos (curadoria das Fundações), Rodrigo Wellerson Guedes Cavalcanti (Defesa da Saúde, da Infância e Adolescência, dos Idosos e dos Deficientes), Paulo Vinícius de Magalhães Cabreira (4ª Promotoria Cível), Danielle Cristina Barral de Queiroz (coordenadora regional do Patrimônio Público e da Ordem Tributária do Norte de Minas) e Daniel Lessa Costa (coordenador regional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde da Macrorregião Sanitária Norte).

Eles foram recebidos pelos professores Paulo César Gonçalves de Almeida e Cláudio Medeiros Santos, respectivamente presidente e vice-presidente da Fundação Hospitalar de Montes Claros, além de outros dirigentes da instituição, tendo visitado as novas instalações do Pronto Atendimento, bem como setores do Hospital Aroldo Tourinho que já foram reformados e ampliados e outros em fase de reforma e melhoria.

A promotora Renata Andrade Santos, da Curadoria das Fundações, disse ter ficado surpresa com a visita. “Eu já havia conhecido o hospital em 2013, fiquei surpresa positivamente com os resultados e com a estrutura. Tudo realmente muito bom. Espero que o equilíbrio das contas que vêm sendo colocadas em dia ao longo dos últimos anos permaneça e que logo a instituição comece a operar no ‘verde’, até porque a população de Montes Claros merece ter um bom hospital para atendimento”, diz a promotora de Justiça.

O coordenador regional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde da Macrorregião Sanitária Norte, Daniel Lessa Costa, destaca a importância do HAT para toda a região: “Conhecendo as reformas implementadas no Hospital Aroldo Tourinho, ficamos mais confortáveis em saber do serviço que é prestado à população e até pela modernização do hospital e superação de algumas deficiências da estrutura física”. Ele salienta, ainda, que “o Aroldo Tourinho é um dos maiores hospitais de Montes Claros e tem uma importância estratégica não só para a cidade, mas para toda a região do norte de Minas, até por causa da deficiência de estrutura hospitalar que toda esta região do estado possui”. Ainda de acordo com o promotor de Justiça, Daniel Lessa Costa, ficamos “mais tranquilos, e é motivo de comemoração saber que o Aroldo Tourinho tem evoluído e estruturado para atender essa demanda que é muito mais pública do que privada”.

“Quero prestar o meu testemunho das reformas que foram feitas no Aroldo Tourinho”, salienta o promotor de Defesa da Saúde, Rodrigo Wellerson Guedes Cavalcanti, acrescentando que “a infraestrutura ficou excelente”. Ele lembra que esteve “há cerca de três anos atrás visitando o HAT, e agora verifiquei que toda a infraestrutura que foi feita melhorou bastante os espaços para o bom atendimento do público SUS, convênios e também particulares”.

O promotor da 4ª Promotoria Cível, Paulo Vinícius de Magalhães Cabreira, afirmou sentir-se “honrado até porque quis Deus que, no momento de transição da FUHMOC em termos administrativos e da construção do plano de reestruturação, estivesse junto a Curadoria de Fundações do Ministério Público e pude participar do nascedouro desta reestruturação”. Paulo Cabreira acrescentou: “hoje venho aqui confirmar que tudo o que foi inicialmente apresentado para o Ministério Público foi executado. E só quem tem a ganhar com isso é a população de Montes Claros e região, que hoje tem um hospital não só de qualidade física, mas também de estrutura de pessoal adequado para atender a todos com dignidade”.

Na avaliação do vice-presidente da FUHMOC/HAT, professor Cláudio Medeiros Santos, “a visita dos representantes do Ministério Público Estadual foi um momento muito especial, pois apresentamos os resultados até então conquistados a partir deste plano de recuperação”. O vice-presidente esclarece que a fundação “não conseguiu vencer os seus principais obstáculos de sustentabilidade, mas nós conseguimos nos últimos 24 meses resultados importantes que colocam a Fundação Hospitalar de Montes Claros e o Hospital Aroldo Tourinho em um novo patamar”. Ele informou que está sendo elaborada a segunda versão do Plano de Reestruturação, para o período 2021/2024, a ser apresentada ao Ministério Público Estadual, “e a nossa expectativa é muito positiva de que avançaremos mais ainda no sentido de alcançar a sustentabilidade e oferecer para a população um serviço hospitalar seguro e de qualidade”.

O professor Paulo César Gonçalves de Almeida, presidente da Fundação Hospitalar de Montes Claros, classificou como positiva a visita e destacou a parceria estabelecida com o Ministério Público Estadual. “Na verdade o Ministério Público tem cumprido a sua missão de vigilante da lei e tem sido parceiro nas ações da Fundação Hospitalar de Montes Claros. Nós queremos destacar esse relacionamento institucional harmonioso, produtivo e que tem permitido à nossa instituição alcançar resultados expressivos”, destaca Almeida.

Também participaram do encontro os dirigentes da FUHMOC: enfermeira Ana Paula Lopes Santos Guerra, superintendente, e os diretores operacionais, administrador Antonio Batista Medeiros (financeiro), enfermeira Soneide Dias Batista (assistencial) e enfermeira Zilá Aparecida Soares Pereira (qualidade e inovação); advogado Junio Pereira Lima (consultor jurídico), além de outros gerentes e supervisores do Hospital Aroldo Tourinho.


TAGS: